Social icons

Mais uma "entrevista" feita a pensar em vocês. Desta vez, a segunda Tête-à-Tête é com a Catarina, terapeuta de Reiki Nível II, uma terapia não convencional que já tive a honra de experimentar. Confesso que gostei bastante e resolvi pedir à Catarina para vos falar um bocadinho desta atividade que ela desempenha com tanta paixão. 





Em que consiste o Reiki?

O Reiki (palava que significa Energia Universal – Rei=universal e Ki=energia) é uma terapia energética de origem japonesa que tem como principal objetivo revitalizar a energia e o estado global do indivíduo visando a perspetiva holística do Homem, nas suas dimensões física, mental, emocional e espiritual. Esta técnica tem por base a imposição das mãos, resultando num contacto leve ou até ausência do mesmo quando realizado apenas a uma pequena distância do paciente. O Reiki assenta na leitura e tratamento através dos chakras, ou seja, dos vários centros de energia existentes no nosso corpo que se encontram conectados com todas as dimensões do nosso ser, permitindo assim o realinhamento do fluxo de energia vital, restituindo o equilíbrio energético do corpo e uma sensação de bem-estar geral. É uma terapia complementar que trabalha em conjunto com todas outras terapias, sejam elas a medicina convencional e/ou outras terapias, nunca invalidando ou substituindo qualquer uma delas.

Há várias vertentes desta modalidade?
Sim, existem várias linhagens do Reiki. Este surgiu no início do século XX pelas mãos do Mestre Mikao Usui que descobriu e sistematizou esta técnica praticada até aos dias de hoje. O método ao qual se dedicou e ensinou aos seus discípulos ficou conhecido Reiki Tradicional, Sistema Usui. É por este sistema que como terapeuta me guio, por ser a com que mais me identifico. Apesar de ter sido o primeiro sistema a surgir não é o único. Ao longo do tempo este método tem experienciado várias variações bem como foram surgindo vários métodos tendo por base o Reiki Tradicional. Nenhum dos métodos ou linhagens que surgiram após o Reiki Tradicional estão errados, são apenas uma visão desta terapia por um prisma diferente.

Como se processam as tuas sessões?
As sessões iniciam-se com uma conversa inicial (avaliação) com o paciente por forma a perceber qual o contexto sobre o qual vou trabalhar. É extremamente importante entender a perceção do paciente acerca das suas necessidades para que tenha uma base para iniciar o trabalho com este. É nesta fase que se explica de que forma vai decorrer a sessão e se dá resposta às suas dúvidas e expectativas em relação ao Reiki.
De uma forma geral, não é necessária uma preparação rígida por parte do paciente. Apenas é pedido que use roupas confortáveis, tire os sapatos e todos os objetos metálicos. Este irá deitar-se sobre uma marquesa para que fique confortável e pede-se apenas que este permita à sua mente que se silencie e desligue os pensamentos, dentro do possível.
As sessões têm uma duração variável tendo sempre em conta as necessidades do paciente, sendo em a média entre 45 a 60 minutos.
É importante que os pacientes nos dias e semanas seguintes mantenham o contacto com o terapeuta para que possam descrever as suas sensações para que o este possa reajustar a aplicação de Reiki nas próximas sessões.

A quem se destina?
O Reiki destina-se a todas as pessoas sem exceção, no entanto deve ter-se em conta as suas necessidades. Pode ser visto como complementaridade a uma infinidade de terapias da medicina convencional, atenuando os efeitos adversos das mesmas e acelerando o processo de cura, sendo extremamente indicado nestes casos.

Há alguma altura mais propícia à sua realização?
O Reiki poderá ser realizado a qualquer hora do dia, sem qualquer tipo de limitação. O facto de por vezes induzir um grande estado de relaxamento leva a que sua realização seja mais indicada ao final do dia. No entanto, como já referido, tudo depende do paciente que tenho à minha frente e do que este necessite para a sua melhoria.

Quais os prós e contras?
De entre um enorme número de benefícios que podem ser experienciados através da aplicação desta terapia podem ser citados a promoção do relaxamento, diminuição de tensões, ansiedade e stress. O reforço de outos tratamentos (holísticos ou convencionais), diminuindo os efeitos adversos da toma de medicação, alivio das dores e participação ativa no processo de cura. Ajuda na libertação de energias bloqueadas, levando a benefícios de ordem física, emocional, mental e espiritual. Aumenta e equilibra a energia vital de todo o ser, contribuindo para o bem-estar global e paz interior. Promove a auto estima. Desenvolve a intuição, expande a consciência pessoal e promove o crescimento/desenvolvimento espiritual.
Não são conhecidos efeitos adversos da aplicação do Reiki, no entanto, algumas pessoas em algumas condições poderão experienciar sensações menos agradáveis principalmente nas primeiras sessões, tratando-se por vezes de desbloqueios de chakras, sendo que todo este processo é natural e faz parte do processo de cura.

Agora uma pergunta pessoal... sei que és apaixonada por esta terapia. De onde surgiu esta paixão?

Por incrível que pareça nunca tinha ouvido falar de Reiki apesar de já ser uma terapia bastante conhecida tanto em Portugal como no resto do mundo. Foi até um pouco por "acaso" (se bem que não acredito em acasos) que tudo surgiu.  Após ter conhecido a minha querida amiga e Mestre que me fez a iniciação nesta terapia e após a passagem por uma fase menos boa da minha vida, comecei a ligar e a tentar compreender algo mais no plano espiritual e a procurar terapias e práticas complementares à medicina tradicional que, por si só, não me deu as respostas que desejava. Assim, ainda que a jeito de aventura resolvi tirar o primeiro nível. Inicialmente a ideia era ficar por ali pois era apenas para aplicação própria. No entanto, após os resultados, percebi que para além de a mim própria teria a oportunidade de ajudar amigos e familiares através da mesma. Foi quando percebi que era hora de seguir para o nível II. Hoje em dia, após observar as melhorias em mim própria e nos meus pacientes (a curto e longo prazo), a paixão simplesmente surgiu e veio para ficar. Muito brevemente planeio avançar para o nível III, para o qual me tenho vindo a preparar há cerca de 1 ano e meio, ao longo do qual tenho vindo a ganhar alguma experiência. É um processo de aprendizagem contínua, que me acompanhará para o resto da vida.

8 comentários

  1. Gostei muito da entrevista! :)
    Porque já ouvi muitos relatos de pessoas a dizerem que ficam super bem e muito descontraídas e relaxadas, mas tbm já ouvi dizer que não faz nada...
    É algo que tenho muita curiosidade!

    http://glamourandsparkletrends.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só quando experimentares saberás dizer por ti própria! E acho que devias mesmo fazê-lo! Olha o contacto da Cat aí em cima :p beijinho

      Eliminar
  2. oh tão bom :D
    também tenho o nível I e II e já me fizerem sessões de reiki e faço regularmente a mim própria! adoro!
    mais que uma terapia alternativa, é um modo de vida, uma filosofia de vida.. :)
    mas além do reiki, eu por mim adoro mesmo é terapia multidimensional :D <3
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom! Agora que experimentei gosto de ouvir várias perspetivas, de as partilhar com as pessoas! Obrigada por partilhares as tuas! Beijinho

      Eliminar
  3. Gostei muito da entrevista! Adoro este tipo de posts!

    Beijinhos
    That Girl

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito de saber um pouco mais sobre o assunto :)

    ResponderEliminar

‎Copyright © The Brunettes Tofu 2015. Com tecnologia do Blogger.

Instagram