Social icons


"A vida tem de ser muito mais do que isto."

Acho que todos nós sentimos, de quando em quando, que existe um vazio na nossa vida. 
Solidão ou independência? Eis a questão.
Sofremos uma espécie de epidemia de "falta qualquer coisa", de tempos em tempos.
Serão estes sentimentos sinais de uma identidade mal definida, redutora ou inexistente?
Uns têm sede de infinito e sentem sempre que ainda falta qualquer coisa. Falta sempre qualquer coisa.
Outros afogam-se na monotonia da vida e vivem como robôs, dia após dia. Tentando mentalizar-se que a felicidade se faz segundo os seguintes parâmetros: tenho emprego, um carro, uma casa, uma família e tenho saúde. 
E até faz. Afinal, o que é a felicidade senão aquilo que nos faz sorrir?  

Quem somos e porque estamos aqui? Estas são, provavelmente, as questões mais profundas que alguma vez responderemos nas nossas vidas. Porquê? Porque é preciso um conhecimento profundo sobre a nossa pessoa. Sobre quem somos. Sobre a pessoa na qual nos queremos tornar. Um conhecimento absoluto do que queremos e do que não queremos. Um conhecimento imenso sobre a nossa história, sobre a nossa forma de reagir sobre determinadas situações, sobre a nossa forma de ultrapassar as barreiras que a vida nos vai dando.
Mas no final do dia o que mais importa é que arranjemos forma de as superar. Que consigamos ser felizes com o que temos e que consigamos dar valor a todas as conquistas. Que vivamos no presente, mas sempre com um plano para o futuro e com um passado bem resolvido. 

E o propósito? Este, geralmente, está ligado à forma como irei servir o outro.
Afinal, que seria de nós se não fossem os outros?
Mas, o pior de tudo, ainda é quando não somos nada, senão o reflexo dos outros. 
Que o mundo não gira à nossa volta, já nós sabemos. 
Mas o teu mundo deverá sempre girar à tua volta.
Mentaliza-se disso. 
É agora ou nunca. 

Consideras-te uma pessoa realizada?
Qual é o teu propósito de vida?

Já me segues nas redes sociais?



10 comentários

  1. Acho que ainda não descobri o meu propósito, sinceramente!

    Beijinhos
    THAT GIRL | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER | YOUTUBE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais descobrir, minha querida! Só tens de olhar para dentro de ti <3 Beijinho

      Eliminar
  2. Confesso que ainda não descobri o meu propósito de vida, mas hei-de descobri-lo! :)

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, basta quereres Martinha! beijinhos

      Eliminar
  3. Excelente reflexão :)
    Quanto à realização, trabalho para me sentir realizada todos os dias :) Quanto ao propósito, estou em processo de descoberta [e cada vez mais próxima de descobrir!!] :)
    Um beijinho**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E vais conseguir! Quase quase <3 Força, Cat. Beijinho

      Eliminar
  4. Sinto-me sim uma pessoa realizada, quanto ao propósito ainda estou por descobrir ahhaha
    Estiveste na minha zona heheh
    Beijinhos querida
    http://ablondiehere.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada coisa a seu tempo eheh :p Costa? Não sabia! Beijinho grande

      Eliminar
  5. O ser humano quer sempre mais. Mas esta publicação lembra-me de uma fala de Dumbledore no Capítulo XII da obra Harry Potter e a Pedra Filosofal e é assim: "O homem mais feliz do mundo poderia usar o Espelho dos Invisíveis como se fosse um espelho normal. Isto é, ele ver-se-ia a si próprio exactamente como era." Mas se alguma vez existiu o homem mais feliz do mundo... não sei! Beijinho ^^,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que giro! Adorei a frase, não conhecia <3 Creio já deverá ter existido algures. Beijinho grande

      Eliminar

‎Copyright © Kéké 2017. Com tecnologia do Blogger.

Instagram